BLOG

Confiança da construção segue oscilando e volta a crescer em junho, aponta FGV

Data29/06/2017 - 14:35:34h


Tanto o índice relativo a situação atual, quanto às expectativas dos empresários melhoraram em relação a maio

O Índice de Confiança da Construção (ICST) do Instituto Brasileiro de Economia (IBRE) da Fundação Getúlio Vargas (FGV) registrou no mês de junho uma pequena alta de 0,2 ponto, totalizando 74,2 pontos, o mesmo resultado de setembro de 2016. A pesquisa, que considera os dados ajustados sazonalmente, foi divulgada nesta terça-feira (27).

"A pequena alta do ICST em junho sugere que o efeito percebido do aumento da incerteza após 17 de maio sobre os negócios não foi expressivo. A desagregação setorial do resultado revela dinâmicas distintas entre os principais segmentos do setor. No de Edificações - menos dependente de iniciativas diretas do governo - as expectativas voltaram a subir em junho após queda expressiva no mês anterior. Já no segmento de Obras de Infraestrutura, houve piora adicional neste último mês", comentou Ana Maria Castelo, coordenadora de Projetos da Construção da FGV/IBRE.

O Índice de Expectativa (IE-CST), responsável por analisar o otimismo referente aos próximos seis meses, obteve em junho variação de 0,4 ponto, após a queda de 3,8 pontos em maio. Dessa forma, o indicador encerrou o sexto mês do ano 86,0 pontos.

A mesma melhora aconteceu no Índice de Situação Atual (ISA-CST), que mede a situação dos negócios correntes: houve uma alta de 1,2 ponto, chegando aos 65,8 pontos. Em maio, essa taxa havia caído 2,2 pontos.

Já o Nível de Utilização da Capacidade (NUCI) apresentou queda de 0,6 ponto percentual, passando de 62,1% em maio para 61,5% neste mês. O resultado é 21,4 pontos percentuais inferior a setembro de 2013 (82,9%), quando foi registrado o maior nível histórico da pesquisa.

O ICST coletou dados de 702 empresas entre os dias 1º e 23 deste mês.

Fonte: http://construcaomercado.pini.com.br/negocios-incorporacao-construcao/negocios/confianca-da-construcao-segue-oscilando-e-volta-a-crescer-em-382233-1.aspx

fale com um
corretor

Mapa